Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

Corticeira Amorim e experimentadesign apresentam City Cortex

A Corticeira Amorim e a experimentadesign apresentam City Cortex, um novo programa que explora o potencial sustentável da cortiça através da visão de cinco estúdios internacionais de design e arquitectura. Os resultados desta iniciativa multidisciplinar serão apresentados em Nova Iorque no final do primeiro semestre de 2020.

A Corticeira Amorim e a experimentadesign apresentaram, em conferência de imprensa em Lisboa, com a presença do Embaixador dos Estados Unidos em Portugal, George Glass, um novo projeto em comum, após Metamorphosis em 2013 e MATERIA em 2011.

Desta vez o foco da investigação centra-se nos temas ligados à sustentabilidade, às alterações climáticas e à paisagem dinâmica das cidades do século XXI.

O programa City Cortex investiga a intersecção entre os contextos urbanos contemporâneos e um dos materiais mais versáteis e sustentáveis que a Natureza tem para oferecer: a cortiça. A cidade escolhida para palco desta pesquisa é Nova Iorque, e os cinco estúdios convidados são os arquitetos Diller Scofidio + Renfro, Gabriel Calatrava e Leong Leong e os designers Philippe Starck e Sagmeister & Walsh.                     

Através das contribuições destes criadores de renome internacional, City Cortex vai criar peças originais para o espaço urbano da cidade de Nova Iorque. Os projectos têm por base uma pesquisa in situ acerca do potencial da cortiça produzida e transformada pela Corticeira Amorim.

City Cortex percepciona a cidade como um sistema vivo e dinâmico, semelhante ao dos organismos biológicos, e olha para os grandes desafios do século XXI - em que temas como a mobilidade, a segurança, o conforto, a protecção, a sustentabilidade e a gestão de matérias-primas são absolutamente essenciais.

A par da criação de peças em cortiça destinadas a espaços públicos e semipúblicos de Manhattan, City Cortex desenvolverá ainda uma pesquisa histórica em torno da utilização de cortiça nos Estados Unidos da América ao longo dos séculos XX e XXI. Esta dimensão de investigação terá também em conta os laços comerciais estabelecidos entre aquele país e Portugal, alicerçados numa relação em que a Corticeira Amorim manteve sempre presente.

City Cortex pensa a cidade contemporânea em várias das suas dimensões, e irá intervir activamente na melhoria do dia-a-dia de quem a habita. O programa tem, assim, como objectivos essenciais:

  • Contribuir para a expansão do uso de um material natural e sustentável em contextos urbanos;
  • Abrir caminho para uma maior consciencialização sobre as temáticas da sustentabilidade e o desenvolvimento das paisagens urbanas contemporâneas;
  • Inspirar um pensamento inovador, marcado por ideias e intersecções que ofereçam uma contribuição positiva e útil à nossa vivência enquanto comunidade e à interação que estabelecemos com o mundo natural.

Os resultados deste programa serão apresentados em 2020, em três formatos complementares. No espaço urbano de Manhattan, será possível explorar as peças desenhadas pelos estúdios convidados. Ocorrerá também uma exposição ilustrativa do processo criativo inerente a cada peça, onde será possível consultar maquetes, desenhos e outros elementos.

A informação produzida no âmbito do programa será partilhada no website de City Cortex (http://city-cortex.com/pt/)

O projecto City Cortex nasce alicerçado na necessidade de actualizarmos as nossas cidades, tendo em conta as alterações climáticas e outros problemas como mobilidade, segurança e questões sociais, inspirado no potencial de um material natural como a cortiça

- Guta Moura Guedes, presidente e directora criativa da ExperimentaDesign